segunda-feira, 26 de abril de 2010

Poetizando o Apocalipse

O amor (1923)

Vladímir Maiakóvski

Um dia, quem sabe,
ela, que também gostava de bichos,
apareça
numa alameda do zôo,
sorridente,
tal como agora está
no retrato sobre a mesa
Ela é tão bela,
que, por certo, hão de ressuscitá-la.
Vosso Trigésimo Século
ultrapassará o exame
de mil nadas,
que dilaceravam o coração.
Então,
de todo amor não terminado
seremos pagos
em inumeráveis noites de estrelas.
Ressuscita-me,
nem que seja só porque te esperava
como um poeta,
repelindo o absurdo cotidiano!
Ressuscita-me,
nem que seja só por isso!
Ressuscita-me!
Quero viver até o fim o que me cabe!
Para que o amor não seja mais escravo
de casamentos,
concupiscência,
salários.
Para que, maldizendo os leitos,
saltando dos coxins,
o amor se vá pelo universo inteiro.
Para que o dia,
que o sofrimento degrada,
não vos seja chorado, mendigado.
E que, ao primeiro apelo:
―Camaradas!
atenta se volte a terra inteira.
Para viver
livre dos nichos das casas.
Para que
doravante
a família
seja:
o pai,
pelo menos o Universo;
a mãe,
pelo menos a Terra.

10 comentários:

  1. De acordo com o poema, eu entendo algumas coisas, como por exemplo o amor que ele sentia por ela , mesmo sem respostas por isso! e queria que ela voltasse aos braços dele, porém algumas palavras difíceis complicou um pouco o meu entendimento.

    Luiz Henrique 2ºC nº26

    ResponderExcluir
  2. A como o Luiz ai em cima disse da pra entender varias coisas mais tem umas palvras ai que fica meio osso de entender mais da :D

    Tiago Moraes 2ºA Nº35

    ResponderExcluir
  3. Bom,o poema retrataa sobre o amor que elee sente pelaa amadaa e que ele pedee para que ela rescussite paraa que eles possam viver o grande amor, mas que esse amor não precise ser compartilhando bens materiais como casamentoo, o salário de ambos e sim que o amor como diz no poema "seja pelo universo inteiro"...

    Talita 2°B n°37

    ResponderExcluir
  4. Bom,o poema retrataa sobre o amor que elee sente pelaa amadaa e que ele pedee para que ela rescussite paraa que eles possam viver o grande amor, mas que esse amor não precise ser compartilhando bens materiais como casamentoo, o salário de ambos e sim que o amor como diz no poema "seja pelo universo inteiro"...

    Talita n°35 2°B

    ResponderExcluir
  5. O Poema retrata o desejo de um ser que quer que o Amor seja cultivado por toda a humanidade de uma forma que realmente sinta-se este sentimento tão belo e "puro", sem a necessidade do dinheiro nem do casamento, ou seja, das regras impostas pelos homens da sociedade...
    Se isso realmente acontecesse, seria um Bem enorme para o Universo!

    Jessica'Almeida 2º:B n°:18

    ResponderExcluir
  6. Bom..pelo que eu entendi o poeta quer nos mostrar um amor eterno,no qual ele usa como exemplo o homem o Universo e a mulher a Terra que são ifinitos..Ele fala tambem de um amor diferente que não seja igual a todos vitima do casamento,etc,certamente esse romance foi sentido por ele mesmo ou um amor inventado que sofre por uma separação não explicada e que as duas pessoas sonham com seu reencontro..

    È foi isso que o poema me mostrou..
    Luana da Silva Nº27 2ºb
    jd:Cruzeiro

    ResponderExcluir
  7. Bom...
    Ao meu entender...
    Esse poema mostra o desejo de uma pessoa que não é amada, que quer ser ressussitada para poder viver um amor de verdade. Há várias maneiras de interpretar este poema, vai do entendimentoe do modo que deseja que o interpretem. Este é um poema que dependendo das circunstâncias em que o leitor esta passando em sua vida, pode até mesmo lhe ajudar, o orientar, para que ele possa também ressussitar seu problema e por nele um ponto final.
    Jd. Cruzeiro

    ResponderExcluir
  8. como diz meus amigos algumas palavras dificultaram meu entendimento.
    ele fala de um amor grande que ele sente por ela que ela o ressusite de novo que o amor não seja escravo dos bem materiais que o mundo oferece que o pai seja o universo e que a mãe seja a terra"

    ResponderExcluir
  9. amanda diz"como algumas pessoas falaram algumas palavras sõ dificeis de entender;
    ele fala de um maor dificil de entender
    q o amor não seja escravo dos bem materiais do mundo q a familia seja o pai pelo menos o universo e a mãe seja pelo menos a terra"
    amanda 2A N:04

    ResponderExcluir
  10. LUCIENE VIEIRA HUEBRA DE OLIVEIRA 2C N. 2424 de junho de 2010 19:43

    LUCIENE VIEIRA HUEBRA DE OLIVEIRA 2C NUMERO 24 EU ENTEDI QUE O POEMA FALA DE GRANDES AMORES DE UMA PESSOA QUE NAO FOI AMADA E DEDICOU SUA VIDA ENTEIRAMENTE A VIDA QUE NAO PODE SER CONCRETA UM AMOR QUE NAO PODE SER CORRESPONDIDO E DURADO ATE O ULTIMO DIA DE SUA VIDA E UM POEMA CONCRETO E QUE TOCA COM OS SENTIMENTOS QUE EXISTE DENTRO DE CADA UM DE NOS

    ResponderExcluir